Notícias / Ações

07 outubro 2019

Imagine Dragons cria clima de emoção no Rock in Rio com músicas de pegada épica

||
0 Comment
|

O conceito de “big music” foi formulado nos anos 80 por Mike Scott dos Waterboys como modo de se referir a uma música ambiciosa, ampla, que ganhava mais vida em grandes espaços quando eram entoadas por grandes multidões. O curioso é que os Waterboys nunca se tornaram tão gigantes quanto outros nomes que abraçaram, às vezes de forma inconsciente, essa fórmula. Mas pensem em U2 (especialmente), Coldplay, The Killers e agora os Imagine Dragons como bandas que entenderam a ideia e a levaram adiante.

Ainda que os críticos tendam a torcer o nariz para artistas que fazem canções pop que se tornam quase hinos religiosos, o fato é que o público tende a se conectar emocionalmente com essas bandas, e vice-versa, em uma troca constante de energia que é parte fundamental dessa equação.

Isso ficou claro na apresentação dos Imagine Dragons no Rock in Rio, certamente uma das mais catárticas e emotivas desse Rock in Rio, onde a mesma emoção que se via na plateia também era repetida no palco.

O vocalista Dan Reynolds é a figura central do concerto e se mostra um poderoso front man. O vocalista soa sincero quando se diz emocionado com a receptividade do público, quando dedica palavras de amor ao país e o seu povo ou quando conta que seu pai que morou há décadas no Rio de Janeiro estava finalmente retornando pela primeira vez à cidade depois de vários. É essa conexão,e a capacidade de conversar com diversos públicos, que faz com que eles atualmente sejam a provável maior banda do novo rock do mundo.

Apesar de terem tocado antes da última atração, o Muse, os Dragons tiveram também status de headliner fazendo um espetáculo completo e que, mesmo longo, foram 23 músicas, não causou dispersão na plateia, longe disso. Para uma banda com apenas quatro álbuns, isso é mais um mérito.

O show foi no geral simples. Tirando uma chuva ou outra de papel picado, o quarteto (quinteto ao vivo) não faz uso de grandes efeitos visuais, jogando toda a responsabilidade de conquistar o público com as suas canções, e a performance de seus integrantes – Reynolds gosta de chegar o mais perto possível do público, usando bastante a passarela na frente do palco.

Com esse concerto os Imagine Dragons afirmaram de vez os seus laços, que já eram fortes, com os brasileiros em uma relação que ainda deverá ter ainda muita história por vir. Afinal alguém dúvida que eles não retornarão em breve como prometido no final da apresentação?

Veja trechos da performance:

“Believer”

“Thunder”

Demons

Radioactive

Fonte:Vaga lume

|

Deixe um Comentário