Notícias / Ações

05 junho 2020

Playlist: MC Cabelinho indica músicas para conhecer a realidade das favelas

||
0 Comment
|

Quando lançou “Maré”, há três dias, MC Cabelinho lançou também um manifesto em seu Instagram pedindo o fim da “guerra contra o pobre, preto e favelado”, representados recentemente por Ágatha, João Pedro e George Floyd. Na música, ele se coloca na pele de um jovem da comunidade que seguiu para o crime.

Me aprofundei no crime muito cedo / Mesmo sabendo que tinha perigo / Infelizmente não teve outro jeito/ Eu precisava alimentar meu filho / Na minha geladeira só via água / Aquela cena era tão ruim / Eu só queria minha carteira assinada / Mas não deram essa chance pra mim.

trecho de ‘Maré’, de MC Cabelinho

Divulgação

Cria do complexo Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, no Rio de Janeiro, MC Cabelinho seguiu um caminho diferente do seu personagem em “Maré”: virou cantor. E ganhou ainda mais destaque na TV como o Farula na novela “Amor de Mãe”.

Com as gravações interrompidas pela pandemia do coronavírus, ele segue ainda mais dedicado à música e prepara seu próximo álbum. A inspiração vem de outros que, assim como ele, já viveram a realidade das comunidades.

Referências

Convidado da semana do UOL para mostrar o que está rodando em sua playlist, o cantor destaca parceiros e até influências internacionais.

Desde pequeno sempre tive o MC Orelha como uma das minhas maiores inspirações no funk. Ele canta a realidade que a gente vive na favela e que normalmente não é exposta, uma realidade que só quem é nasceu e viveu na favela conhece

“Também venho curtindo mais recentemente diversos artistas de outros gêneros, Djonga, BK, Ret e até a Amy Winehouse, de quem sou fã de carteirinha. De certo modo todos me influenciam de alguma forma.”

De influenciado a influente

MC Cabelinho sonha em inspirar outras pessoas que vieram da mesma realidade que ele e ser cada vez mais ouvido, não só na música.

Nós, os artistas pretos cantamos de tudo, não falamos só de pobreza e das dificuldades que passamos na vida. A gente sabe conversar também sobre educação, políticas, viagens… Tem que ouvir o nosso lado da história em todas as áreas

View this post on Instagram

FÉ!! DESDE QUE EU NASCI SEMPRE SOUBE QUE VIVIA EM GUERRA, UMA GUERRA DE GERAÇÕES, A MESMA QUE MEUS PAIS, MEUS AVÓS, MEUS ANTEPASSADOS TODOS VIVERAM, A GUERRA CONTRA O PRETO, POBRE E FAVELADO. UMA GUERRA PRA MANTER UM SISTEMA GANANCIOSO NO PODER, MANTER UMA SOCIEDADE EM QUE UNS TEM QUE MORRER DE FOME, PARA QUE OUTROS POSSAM OSTENTAR MARCAS DE LUXO, UMA GUERRA QUE FOMENTA A ANOS O GENOCÍDIO DO NOSSO POVO. ME DIZ, SERA QUE ELES QUEREM MESMO ACABAR COM O TRAFICO DE DROGAS? SERA QUE QUEREM MESMO ACABAR COM A VIOLÊNCIA NAS COMUNIDADES? PORQUE O CAMINHO É FÁCIL, OPORTUNIDADE, DIGNIDADE, EMPREGO, EDUCAÇÃO, MAS SE DER ISSO PRA NÓS, NÓS SAI DA FAVELA, TIRA A VAGA DO PLAYBOY NA FACULDADE, O EMPREGO DO FILHO DO PATRÃO, SE DER ISSO PRA NÓS, VAI FALTAR EMPREGADA PRA LAVAR O CHÃO DELES… ISSO NÃO INTERESSA A NINGUÉM…. NENHUM MORADOR DE COMUNIDADE VIRA BANDIDO PORQUE QUER, PODE TER CERTEZA, NÃO SOMOS NÓS QUE ENRIQUECEMOS COM O CRIME, NA COMUNIDADE VIRAR BANDIDO NÃO É CARREIRA, É ASSINAR SENTENÇA DE MORTE… VIRA BANDIDO QUEM NÃO AGUENTA MAIS VER A MÃE SENDO HUMILHADA PELA PATROA, O FILHO PASSANDO FOME, O PAI MORRENDO NA FILA DO SUS, NINGUÉM VIRA BANDIDO PORQUE ACHA QUE VAI FICAR RICO, QUEM FICA RICO COM O TRÁFICO TA MAIS PERTO DE BRASÍLIA DO QUE DA FAVELA, PODE TER CERTEZA…SOLTEI ONTEM UMA MÚSICA QUE FALA SOBRE A HISTORIA DE UM AMIGO MEU QUE ENTROU PRA VIDA DO CRIME , COMO TANTOS OUTROS QUE HOJE EM DIA MORRERAM, TODOS PRETOS, FAVELADOS, POBRES, VAI JULGAR? PORQUE EU NÃO CONSIGO. A GUERRA DELES NÃO É CONTRA BANDIDO, É CONTRA O NOSSO POVO, POUCO IMPORTA SE TU TA COM UM FUZIL NA MÃO OU NÃO: AGATHA, JOÃO PEDRO, GEORGE FLOYD, A GUERRA DELES É CONTRA PRETO, POBRE E FAVELADO, JA PASSOU DA HORA DE DARMOS UM BASTA ✊🏿✊🏿✊🏿

A post shared by CABELINHO NA VOZ 🎤 (@mccabelinho) on

Fonte:OUL

|

Deixe um Comentário