Notícias / Ações

04 janeiro 2021

Ted Mosby, de ‘HIMYM’, lembra de shows no Brasil: ‘Síndrome do impostor’

||
0 Comment
|

Por mais que tente se desvencilhar, não tem muito jeito: Josh Radnor sempre será o Ted Mosby de “How I Met Your Mother”. Estrela da sitcom, o ator busca diversificar papéis —como na elogiada “Hunters”, do Prime Video—, atuando em produções independentes, e também vem se arriscando como cantor.

Radnor canta e toca violão ao lado do australiano Ben Lee (do hit “Catch My Disease”). Inclusive, um dos destinos preferidos dos dois é justamente o Brasil. Radnor & Lee fizeram turnê por aqui no começo de 2018 e se apaixonaram pelo país. Na ocasião, passaram por Rio, SP, BH, Curitiba e Limeira.

Em todos os shows, quem via Josh no palco se surpreendia com a timidez do astro, tão acostumado com câmeras.

Interpretar falas num cenário fictício é diferente de estar num palco usando suas próprias roupas, cantando o que você compôs. Numa situação é fácil ser corajoso, na outra, não.

Segundo ele, que costumava cantar com as mãos no bolso e os olhos fechados, ao chegar no Brasil e se deparar com o público apaixonado, cantando todas as faixas do primeiro disco da dupla, também batizado de “Radnor & Lee” (2017), o medo bateu.

Tive que lidar com síndrome de impostor, achei que não seria aceito como cantor, temi ser humilhado, o que não aconteceu. Mas se passaram três anos, estou bem mais confiante hoje.

A ideia era ter voltado ao país para divulgar o álbum mais recente da dupla, “Golden State”, mas, adivinhem? pandemia. O disco foi lançado em maio e não rolou de apresentar a faixa de abertura, que cita o Brasil (“me deixa arrepiado”) e curiosamente começa com o verso “o apocalipse está vindo”.

Premonição?

As faixas estavam gravadas antes da pandemia, só mudamos os planos para promover o álbum, mas não somos egoístas. Há problemas maiores rolando, todos tiveram que fazer sacrifícios.

O álbum foi gravado no estúdio que Radnor montou em casa, em Los Angeles, e entre os instrumentos estava até uma caixa de quinoa, usada como percussão. Foi nesse ambiente que nasceu “Simple Harmony”, a tal faixa que cita o Brasil.

Queríamos homenagear os fãs brasileiros, os mais fiéis e animados. Essa turnê nos mostrou o que poderíamos ser, nos fez sonhar mais alto .

Tem até recadinho para os fãs brasileiros!

Tradução: “Sentimos tanto carinho pelo público do Brasil que só queríamos dizer um alô e ‘te amamos’ na música”.

Além disso, Josh e Ben guardaram outras lembranças do Brasil: o churrasco e a palavra “segurança”, em português mesmo.

“Josh estava sendo assediado por fãs de ‘How I Met Your Mother’ o tempo todo [risos]. Além disso, fomos numa churrascaria e comemos muita carne, o churrasco de vocês é muito melhor que o dos americanos. E as cores? as cores do Brasil realmente me impressionaram”, explicou Ben.

Olha os dois no Cristo Redentor!

Liv Brandão/Arquivo Pessoal - Liv Brandão/Arquivo Pessoal

Imagem: Liv Brandão/Arquivo Pessoal

E ideia era lançar um documentário sobre a passagem pelo Brasil, mas os registros foram perdidos num incêndio.

Só sobrou o trailer

Era épico, tinha 90 minutos de duração, mas a única cópia se perdeu. Pelo menos ninguém se machucou.

Tá, mas e ‘How I Met Your Mother’?

Josh, que havia adotado seu primeiro cachorro, Nelson, dois dias antes do nosso papo, não fugiu das perguntas sobre a série e sobre a guinada que deu na carreira desde o fim da sitcom. E contou por que resolveu fazer de tudo um pouco.

Não queria que minha carreira acabasse em 2014. Sempre gostei de contar histórias. Comecei como ator, e então dirigi filmes e escrevi roteiros. Depois comecei a fazer música. Se “HIMYM” me deu algo, foi a liberdade de poder fazer tudo o que eu quisesse criativamente.

Fonte: UOL

|

Deixe um Comentário