Notícias / Ações

23 agosto 2019

Trends |Sexta-feira 23/08/2019

||
0 Comment
|

O retorno da série 13 Reasons Why na Netflix é um dos assuntos mais comentados no Twitter. A terceira temporada volta a plataforma de streaming nesta sexta-feira.


Uma troca de tweets entre o presidente Jair Bolsonaro e o presidente da França Emmanuel Macron sobre a Amazônia provoca discussões nas redes sociais. O francês Tweetou que o G7 precisa discutir os incêndios. Em resposta, Bolsonaro disse que a sugestão de discutir o assunto sem a presença do Brasil ‘evoca mentalidade colonialista’


O que é verdade e o que não procede sobre as queimadas na Amazônia?

Desde que as queimadas na região amazônica começaram a ser registradas, boatos e imagens antigas começaram a circular, se misturando com informações comprovadas sobre os incêndios. Os internautas estão debatendo essas informações no Twitter.

Anitta ganha apelido de internautas após defender a Amazônia

As manifestações da cantora Anitta em defesa da Amazônia nas redes sociais estão rendendo assunto entre os internautas. A cantora começou a ser chamada de “Anitta Rousseff” no Twitter, em alusão à ex-presidente Dilma Rousseff. Naquela época, a petista costumava virar meme com frequência por conta das declarações engraçadas que dava em coletivas de imprensa. Em uma delas, por exemplo, virou piada por ter saudado a mandioca.

Bilionário David Koch morre aos 79 anos

A notícia da morte do oitavo homem mais rico do mundo movimenta o Twitter. O bilionário David Koch, das Indústrias Koch, morreu nesta sexta-feira (23) aos 79 anos. O conglomerado tem receita anual de cerca de US$ 110 bilhões – o equivalente a R$ 450 bilhões. É a segunda maior companhia americana de capital fechado em receita.

França e Irlanda ameaçam o acordo UE-Mercosul

​​​​A hashtag UE-Mercosul está bombando no Twitter. Isso porque França e Irlanda ameaçam o acordo UE-Mercosul se o Brasil não proteger a Amazônia. O governo francês disse nesta sexta-feira (23) que o presidente Jair Bolsonaro mentiu ao assumir compromissos em defesa do ambiente na cúpula do G20, em junho, e que isso inviabiliza a ratificação do acordo comercial.


|

Deixe um Comentário