Notícias /

24 janeiro 2020

Trends | Sexta-feira 24/01/2020

||
0 Comment
|

Bolsonaro estuda recriar Ministério da Segurança: ‘Lógico que o Moro deve ser contra’. O presidente admitiu, nesta quinta, que tem conversado com ministros sobre uma possível divisão da pasta de Justiça, com a volta do Ministério da Segurança Pública. Sérgio Moro perderia quase 80% de seu orçamento com o rearranjo, segundo estimativa do ‘Congresso em Foco’.

Conar diz que restrição a clipe de Pabllo é por publicidade, e não por censura artística. O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) publicou uma nota sobre o vídeo de ‘Parabéns’, bloqueado para menores de 18 anos desde terça por conter propaganda de bebida alcoólica. No comunicado, o órgão afirma que ‘não tem alcance sobre conteúdo editorial ou artístico de qualquer manifestação’. No dia em que ocorreu a restrição, a cantora reclamou de ‘censura artística’ e disse que ‘atacam a drag queen a torto e a direito’.

O ginasta Petrix, do grupo Camarote, é o primeiro líder do ‘BBB’. A prova desta quinta envolvia concentração e agilidade. Os brothers precisavam pegar balões na piscina e organizá-los em raias. Cada balão valia uma certa pontuação, mas só o público sabia os números.

Ela voltou! A terceira temporada de ‘O Mundo Sombrio de Sabrina’ está no ar. Os oito novos episódios da série, protagonizada por Sabrina Spellman, já estão disponíveis na Netflix. A galera está tweetando sobre a série, tome cuidado com possíveis spoilers.

Até sem querer o Boselli marcou em seu triplete na estreia do Timão. O Corinthians começou o Paulista goleando o Botafogo-SP por 4 a 1, nesta quinta, em Itaquera. Luan fez um de pênalti, enquanto o centroavante meteu logo três – sendo um de joelho.

Bolsonaro recua e diz que há ‘chance zero’ de recriar Ministério da Segurança Pública. ‘A chance no momento é zero. Tá bom ou não? Tá bom, né? Não sei amanhã. Na política, tudo muda, mas não há essa intenção de dividir [o Ministério da Justiça]’, afirmou o presidente na chegada Nova Deli, na Índia. Na quinta, Bolsonaro havia admitido conversas com ministros sobre uma possível separar a pasta Justiça da Segurança Pública. O Sergio Moro perderia quase 80% de seu orçamento com o rearranjo, segundo estimativa do ‘Congresso em Foco’.

|

Deixe um Comentário