Notícias / Ações

07 outubro 2021

Wesley Safadão: ação milionária contra cantor e sua mãe tem nova audiência

||
0 Comment
|

O processo milionário que o empresário Emanuel Hélio, tio de Wesley Safadão, move contra o cantor, a mãe dele e a extinta banda Garota Safada, ganhará mais um capítulo hoje. Nesta quarta-feira, será realizado o julgamento em segunda instância, após apelação do advogado do familiar do forrozeiro, que recorreu da derrota em primeira instância. Na ação – que tramita na 34ª Vara Cível da comarca de Fortaleza, e tem mais de R$ 40 milhões como valor da causa – Emanuel alega que Dona Bil (Maria Valmira Silva De Oliveir), mãe do Safadão, teria descumprido um acordo firmado entre eles, em 2003.

Segundo o empresário – que afirma ter sido investidor da banda Garota Safada, tendo cedido, inclusive, um ônibus de R$ 22 mil para transporte de Safadão e equipe durante uma turnê – o acordo previa que ele tivesse direito aos lucros de shows realizados em duas datas de cada mês, uma vez que ele teria se tornado sócio do grupo, mas dona Bil não teria honrado com o combinado.
Para provar que de fato possuía sociedade na banda Garota Safada, que posteriormente se transformou na carreira solo de Wesley Safadão, Emanuel usou uma declaração do cantor no ‘Domingão do Faustão’, em maio de 2018, sobre a origem de seu apelido artístico.

O processo milionário que o empresário Emanuel Hélio, tio de Wesley Safadão, move contra o cantor, a mãe dele e a extinta banda Garota Safada, ganhará mais um capítulo hoje. Nesta quarta-feira, será realizado o julgamento em segunda instância, após apelação do advogado do familiar do forrozeiro, que recorreu da derrota em primeira instância. Na ação – que tramita na 34ª Vara Cível da comarca de Fortaleza, e tem mais de R$ 40 milhões como valor da causa – Emanuel alega que Dona Bil (Maria Valmira Silva De Oliveir), mãe do Safadão, teria descumprido um acordo firmado entre eles, em 2003.

Segundo o empresário – que afirma ter sido investidor da banda Garota Safada, tendo cedido, inclusive, um ônibus de R$ 22 mil para transporte de Safadão e equipe durante uma turnê – o acordo previa que ele tivesse direito aos lucros de shows realizados em duas datas de cada mês, uma vez que ele teria se tornado sócio do grupo, mas dona Bil não teria honrado com o combinado.
Para provar que de fato possuía sociedade na banda Garota Safada, que posteriormente se transformou na carreira solo de Wesley Safadão, Emanuel usou uma declaração do cantor no ‘Domingão do Faustão’, em maio de 2018, sobre a origem de seu apelido artístico.

Continua após a publicidade

“Por causa da Banda Garota Safada! Quando eu vim no seu programa, você me anunciou em 2010 como Banda Garota Safada. Então era isso, né? Então as pessoas perguntam: ‘ah, mas você, todo artista faz isso, né? Depois faz carreira solo e abandona os primeiros sócios e tal. Minha mãe, meu tio… a banda é uma banda de família, então, assim, continua os mesmos sócios, a gente só inverteu o nome”, disse o forrozeiro.

|

Deixe um Comentário